#008 criticamos – Amanhecer (2011)

*esse texto pode conter spoilers

“Amanhecer foi um dos filmes mais TRASH que já assisti em toda a minha existência.”

Confesso que acompanhei a “saga” Crepúsculo graças a minha querida e adorada mãe, que me deu o 2º livro (Lua Nova), me obrigando a comprar o 1º pra entender a história. Achei a ideia interessante, mesmo não sendo original, misturar vampiros, lobisomens e uma menina sonsa que não é “afetada” pelos poderes paranormais dos mesmos.

Li o primeiro livro tranquilamente sem maiores problemas, já o segundo quase morri de depressão, causando sérios transtornos para meu cotidiano (rsrsrs), e claro li o terceiro livro pra dar continuidade a trama. O ultimo livro li só o começo, pois, sinceramente não aguentei, não tive paciencia.

Toda essa ladainha que eu contei foi apenas para ilustrar que fui assistir Amanhecer quase as cegas da história original do 4º livro, e usando como ponto de partida que os 3 primeiros filmes foram ruins, sem sangue e sem vísceras voando, imaginei que o filme de Amanhecer seguiria o padrão. Mas é aí que eu fui surpreendido.

Amanhecer continua a contar a história de Bella Swan (Kristen Stewart) em busca da imortalidade ao lado de seu amado e apático Edward (Robert Pattinson), o vampiro galã, enquanto o seu melhor amigo Jacob (Taylor Lautner), o lobisomem galã, sofre e remoe que seu grande amor se transformará no ser que ele mais odeia.

O filme começa muito bem, mostrando o casamento da humana com o vampiro, e todas as distintas reações dos convidados a essa união peculiar, mostrando belas cenas e os tiques nervosos de Bella. Destaque para o discurso do pai de Bella, que é o melhor ator em todos os filmes.

Apos a festa o casal vai para o Rio de Janeiro para curtir a lua de mel numa ilha local, e lá finalmente eles “consumam” o matrimônio fisicamente, e é aí que a coisa começa a ficar TRASH como disse no incio do post. Após os dois ficarem 14 dias funhenhando Bella começa a sentir estranhos enjoos e descobre EM MINUTOS que está grávida do vampiro amado. Apenas um pequeno problema, o bebê está sugando a vida da protagonista aos poucos, e como ela ainda é humana, enfraquece rapidamente.

Quando comecei a ver essas cenas, confesso que fiquei muito desconfortável, as cenas são mostradas aos poucos, e mesmo assim me surpreendeu pela ousadia, afinal, em todos os filmes anteriores, ousadia foi que faltou.

Vi muito sangue, muitas caretas de galã do Jacob, vi o Edward fazendo a mesma cara dos outros filmes, mas o mais importante, vi a cena do nascimento do bebê. Aquilo meu deixou extremamente tenso, a cenas são fortes e MUITO SINISTRAS. Destaque também para a atuação da Kristen Stewart, que fez um bom trabalho como a Bella maternal. As cenas do parto, mostrando uma Bella esquelética, porém decidida a dar sua vida pelo bebê, seria linda, se não fossem as cenas de TERROR que a sucede.

Se você assistiu os outros filmes, cuidado, esse é o mais dark da série, e em certos pontos assustador (cena do parto).

Nota: 5/10

Veja o trailer:

Diego Pitta
Cinéfilo Estagiário

One thought on “#008 criticamos – Amanhecer (2011)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *